O Nave à vela, startup que leva a cultura maker para as escolas com novas práticas de ensino com currículo de cultura de inovação, foi a primeira startup do CAOS Focado a ser adquirida. Neste case narrado por Lucas Torres, fundador da startup, ele conta como foi a trajetória de inovação na área da educação desde a ideia da construção da edtech até à aquisição por um dos maiores grupos de educação do país, a Arco Educação. 

Lucas nos conta os principais aprendizados na fase inicial e como nasceu a ideia e o conceito do Nave à vela; a estratégia para evolução do negócio e o processo de encantamento antes da escala; a validação e a aderência do produto;  a criação de uma tração inicial do negócio até a preparação para a saída.

Aqui no CAOS  Focado usamos um framework de estágios de maturidade das startups que nos ajuda a priorizar as ações em cada estágio, uma metodologia própria focada em early stage que compreende as fases: gênesis, descoberta, tração, estrutura e saída. 

Após 06 anos desafiando o status quo da educação básica brasileira para criar um negócio de alto impacto e alto crescimento, o Nave à vela cresceu em número e qualidade, com uma equipe de mais de 100 pessoas, 120 escolas e 50.000 alunos impactados pelo país.

Conheça a metodologia que levou a startup a ser adquirida por um dos maiores grupos educacionais do Brasil!  

Para conhecer mais sobre essa incrível trajetória, acesse o case completo aqui!

case nave à vela